Pedro Mexia    Escritor e Crítico Literário (Portugal)   Programa do autor
Licenciado em Direito pela Universidade Católica Portuguesa, Pedro Mexia nunca exerceu e mantém a sua inscrição na Ordem dos advogados suspensa ad aeternum. Cronista e crítico do Diário de Notícias entre 1998 e 2007, Pedro Mexia, nascido em 1972, foi um dos grandes impulsionadores da blogosfera portuguesa. A Coluna Infame, blogue que mantinha com Pedro Lomba e João Pereira Coutinho, marcou uma época e abriu as portas da imprensa escrita a talentos que se revelaram nos blogues. Antes, Pedro Mexia estreou-se no DN-Jovem, uma rubrica, mais tarde suplemento, que catapultou muitos daqueles que, hoje, enformam a nova geração de escritores portugueses. Autor de uma crónica semanal no Expresso, para além de uma coluna mensal na revista LER, Pedro Mexia foi subdiretor e diretor interino da Cinemateca Portuguesa, sucedendo ao saudoso João Bernard da Costa.   Membro do Governo Sombra, programa radiofónico que ganhou plataforma no pequeno ecrã, Pedro Mexia publicou seis livros de poemas: Duplo Império, Em Memória, Avalanche, Eliot e Outras Observações, Vida Oculta e Senhor Fantasma. Em 2011, o autor lançou Menos por Menos – Poemas Escolhidos, uma súmula do seu percurso poético. Para além da poesia, Mexia publicou quatro coletâneas de crónicas e a sua poesia perfila-se em várias antologias. Eclético, Pedro Mexia também já deixou marcas na dramaturgia. Entre outras impressões digitais, encenou a peça Agora a Sério, de Tom Stoppard.

6 DE ABRIL | 10:00 | Conversa cruzada

A arte da guerra (Sun Tzu)